Ação do Procon/MS protege clientes em negociação de dívidas com bancos e empresa

A renegociação de dívidas pendentes com bancos e empresas prestadoras de serviços pode ser mais vantajosa e segura para clientes e consumidores, quando realizada sob a proteção da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão integrante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast. Quem garante é o Superintendente do Procon Estadual, Dr. Marcelo Salomão.

Até 10 de dezembro, o órgão realiza no Centro Integrado de Justiça – Cijus, localizado na avenida Calógeras entre as ruas 7 de Setembro e 26 de Agosto, a segunda edição do programa “Resolva Já”, em parceria com bancos e empresas prestadoras de serviços, com apoio do NUPEMEC (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflitos), TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) Campo Grande.

De acordo com a assessora técnica do Nupemec, Andréia de Lima Duca Bobadilha, a ideia é prestigiar o consumidor nessas renegociações: “Unimos todas as instituições, pensando no consumidor, procurando viabilizar esse acesso à Justiça de uma forma mais séria e promovendo uma pacificação social.”

Funcionários do Banco do Brasil, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Energisa e Águas Guariroba facilitarão a quitação de dívidas pendentes com mediação do Procon/MS. Segundo João Paulo Medina Margas, gerente de relacionamento do Banco do Brasil, “estamos na semana de renegociação proposta pela FEBRABAN. Por isso, temos prazo de carência para o primeiro pagamento de 180 dias, taxas diferenciadas e pelo menos três opções de negociação.”

Hammanda Wyara Bressiane, gerente geral do Itaú em Campo Grande, MS, o objetivo é atender clientes com contas no banco e clientes do cartão de crédito, conhecidos como cartonistas. “Estamos com diferença de preços, de vantagens, de taxas e parcelamentos totalmente diferenciados para poder fornecer aqui no Resolva Já.”

Haverá também atendimento para todo público do Banco Santander, que tenha interesse de fazer renegociação de qualquer produto e qualquer serviço. De acordo com Rodrigo Cézar Oliveira Jesus e Elisângela da Silva Elias, gerentes de negócios e serviços, além da regularização do nome, a pessoa vai ter a oportunidade de regularizar sua divida com a instituição, automaticamente as restrições dentro do bancos vão ser reavaliadas e será até possível uma reanálise de crédito depois que o cliente quitar o acordo. Segundo Elisângela, existe possibilidade de renegociação em até 120 meses, isto é, dez anos e taxa de 0.49.

Leandro Takeshe Tanaka, gerente de canais da Caixa Econômica Federal, informa que no “Resolva Já” conseguem fazer renegociação de apenas alguns tipos de contratos, como os comerciais. “Não conseguimos atender contrato habitacional, contrato de FIES, e penhor. Alguns contratos específicos precisam ser feitos na agência. Mas há casos em que conseguimos chegar até 90% de desconto, que são aqueles contratos com dívida um pouco mais antiga,” conclui.

Para o superintendente do Procon/MS, Dr. Marcelo Salomão, zelar pelos interesses e direitos do consumidor é a principal razão pela qual o órgão se envolvendo nessa ação, buscando acima de tudo, além do resgate do crédito e da capacidade de compra, resgatar a dignidade desse consumidor. “O ‘Resolva Já’ é um projeto social de valorização da dignidade da pessoa humana. O objetivo é fazer com que essas pessoas conversem com as empresas e terminem o ano mais otimistas, com o nome livre de pendências para que tenham, de fato, um feliz ano novo.”

Ele explica que, embora a ação tenha o apoio da CDL e a participação de bancos e empresas, o Procon se posiciona ao lado do consumidor. “Para ter o equilíbrio, estamos juntos. Todos os acordos serão homologados com os juízes de direito, para que não haja nenhum desentendimento, ou que algum fornecedor venha e dizer que não foi isso que combinamos. Para o consumidor sair satisfeito, a vontade dele é a que prevalece.”

Janaína de Almeida, consumidora da Águas Guariroba, por exemplo, tem duas multas, uma referente a pagamento e outra de uma acusação injusta de furto de água. Mas sua casa está em obras, ela já procurou várias vezes a empresa para tentar uma negociação, o que já resultou até em uma audiência no CIJUS e não deu acordo. Uma das multas foi resolvida, mas a outra ficou pendente e o Dr Marcelo se comprometeu a intermediar uma solução urgente.

Resolva Já — Serviço
Data: 02 a 10 de dezembro.
Horário: 8h às 11h.
Local: Cijus – Centro Integrado de Justiça (Av. Calógeras, entre as ruas 7 de Setembro e 26 de Agosto).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *