Melhor amigo de Gugu se despede em carta emocionante

O melhor amigo de Gugu Liberato, Homero Salles, escreveu uma emocionante carta de despedida. Ele foi diretor do programa Viva A Noite, lançado pelo SBT em 1982 e comandado pelo apresentador. Antes, eles foram produtores juntos em 1979. Desde aquela época os dois se tornaram amigos.

Mesmo morando em Portugal, Homero foi um dos primeiros a chegar em Orlando, nos Estados Unidos, onde aconteceu o trágico acidente doméstico. Ele chegou lá na quinta-feira (21), dia do acidente, e está até então prestando todo apoio necessário à família.

Apesar disso, ele decidiu não vir ao Brasil acompanhar o velório e o sepultamento de Liberato. Ao colunista Flávio Ricco, do portal UOL, ele escreveu uma carta de despedida falando sobre a amizade dos dois e explicando seus motivos de não ir ao Brasil.

“Estive desde o primeiro dia aqui em Orlando, dando suporte a família do Gugu, tentando entender os desígnios de Deus e totalmente inconformado com essa fatalidade. Quem conheceu nossa amizade sabe o que estou passando. Não preciso dizer nada”, começou.

Ele também falou sobre ter conseguido se despedir do amigo ainda na UTI: “Consegui estar ao seu lado ainda com um sopro de vida e tive o privilégio de poder despedir-me, sozinhos no quarto do Hospital, onde pude dizer o quanto o amava e a falta que ele vai fazer em minha vida…quisera eu, que fosse mais uma conversa e não um triste monólogo. Esses momentos a sós, foram a minha dolorosa despedida”.

Homero ainda recordou alguns momentos que passaram juntos. “Era mais que um amigo partindo…era a pessoa com quem mais conversei em minha vida, meu parceiro de milhares de horas de trabalho e outras milhares de horas de convívio, viagens maravilhosas com nossas famílias, momentos inesquecíveis e conversas intermináveis”, relembrou.

“Não tenho mais lágrimas para derramar e não tenho a força de sua mãezinha, Maria do Céu, que aos 90 anos, consegue com seu exemplo firme e forte, manter a família de pé, para ir ao seu funeral…eu ficarei agora de longe, na retaguarda, como sempre estive e orando muito para que ele tenha a paz que merece e que o Senhor Jesus o acolha em seus braços. Adeus Gugu e como você sempre dizia… – vamos falando…”, finalizou.

O velório de Gugu acontecerá na Assembleia Legislativa de São Paulo e será aberto ao público. Após a despedida, ele será sepultado no jazido da família, no Cemitério Getsêmani, localizado no Morumbi, também na capital paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *