Grupo de turistas foi preso por pesca ilegal no rio Miranda

A Polícia Militar Ambiental tem reforçado em todos os anos durante o mês de setembro e outubro a fiscalização nos rios, no intuito de prevenir e reprimir a pesca predatória, tendo em vista a proximidade do período de piracema e, portanto, quando vários cardumes já se encontram formados e a quantidade de turistas e pescadores do Estado se intensifica. Exatamente por haver mais facilidades de captura em razão do início da formação dos cardumes é que os turistas deixam para esses meses a pescaria. Diversas irregularidades têm sido encontradas.

Na tarde de hoje (17), Policiais Militares Ambientais de Miranda realizavam fiscalização no rio Miranda, na região do Chapena, localizada a 37 km da cidade e prendeu oito turistas paulistas. Eles estavam hospedados em um rancho pesqueiro e pescavam com petrechos proibidos, além de terem capturado pescado em tamanho inferior ao permitido.

Com o grupo de turistas, foram apreendidos 127 kg de pescado, que os pescadores haviam capturado no rio Miranda. Foram apreendidas ainda três redes de pesca, três tarrafas, 12 boias, 23 anzóis de galho, três molinetes e uma carretilha com varas, dois motores de popa e dois barcos utilizados na pescaria ilegal.

Os pescadores receberam voz de prisão e estão sendo encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Miranda, onde eles serão autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e poderão sair depois de pagar fiança.

Se condenados poderão pegar pena de um a três anos de detenção. Os infratores também foram multados em um valor total de R$ 16.934,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redrube.mobi youporn uporn.icu fetishtube.cc