Juiz que vistoriou obras do Aquário promete sentença em 2019

As obras do Aquário do Pantanal ainda irão passar por uma perícia de técnicos especializados

A visita foi útil para verificar alegações do MP e da defesa

Depois de inspecionar toda a obra do Aquário do Pantanal, acompanhado por técnicos da Agesul), do promotor de justiça Fernando Martins Zaupa, além de advogados e da imprensa, o juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, disse à CBN Campo Grande que a visita foi muito útil para a confirmação das alegações do Ministério Público e da defesa dos acusados por superfaturamento e direcionamento de licitação.

“A inspeção foi muito útil, porque ajudou a ilustrar muitas alegações que constam do processo. Quando você vê com os teus olhos a obra, fica mais fácil de perceber nas alegações que os advogados e promotores faZem por escrito, o que é real e o que é retórica, invenção ou exagero,” disse.

Ainda será feita uma perícia por técnicos especializados, audiência para ouvir testemunhas e as alegações finais dos promotores e dos advogados. Depois vem a sentença. “Se a perícia não demorar, acredito que no início do ano que vem já possa ter sentença,” afirmou.

Segundo o juiz David de Oliveira Gomes Filho, em março deste ano, a justiça determinou aumento de 1.330% no bloqueio de bens do ex-secretário, Edson Giroto, e de mais sete pessoas investigadas pela Polícia Federal na Operação Lama Asfáltica, por envolvimento em fraudes na construção do Aquário.

Desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça deram provimento ao recurso do MPE e aumentaram de R$ 10 milhões para R$ 140 milhões o bloqueio imposto aos réus.

Ouça a reportagem com Dayanne Faquetti:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *