Consultórios farmacêuticos podem desafogar rede pública de saúde, segundo CRF

Em drogarias, já se faz acompanhamento de diabetes, pressão e perda de peso

A presidente do CRF/MS (Conselho Regional de farmácia de MS) concedeu entrevista nesta quarta-feira à rádio CBN Campo Grande para falar sobre o serviço de consultório farmacêutico, que já é realizado por farmácias públicas e privadas do município.

“O consultório foi regulamentado pela resolução 585 pelo CFF (Conselho Federal de Farmácia) em agosto de 2013. Desde então os farmacêuticos se qualificaram e fizeram especialização nesta área para atender a população de forma adequada”, destacou a presidente do CRF/MS, Kelle Slavec. 

Em Campo Grande o serviço que começou em agosto de 2015, com atendimento em quatro unidades de saúde, passou para 10 unidades em 2016 e no final de 2017 a prefeitura ampliou o atendimento para 22 unidades de saúde. A implantação do serviço está sob cuidado da coordenação de Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau).

No dia 16 de abril deste ano o serviço de consultório farmacêutico ganhou ainda mais atenção com a aprovação da Lei 5.183, de autoria do deputado Dr. Paulo Siufi (MDB), que estabelece diretrizes para a regulamentação dos serviços clínicos farmacêuticos no Mato Grosso do Sul.

A norma, publicada no Diário Oficial do Estado, compreende como farmácia clínica a área voltada à ciência e à prática do uso racional de medicamentos, na qual os farmacêuticos prestam cuidado ao paciente, de forma a otimizar a farmacoterapia, promover saúde e bem-estar e prevenir doenças.

Além disso, a lei define conceitos sobre anamnese farmacêutica, uso racional de medicações, intervenção farmacêutica, problemas relacionados a medicamentos e resultados negativos aos remédios. O objetivo do serviço de farmácia clínica é aumentar a adesão ao tratamento e a compreensão dos pacientes sobre os medicamentos.

“A ideia é ampliar o serviço de farmácia clínica para todo o Estado. Em Campo Grande o serviço já é oferecido na rede pública e é um sucesso. Com a aprovação desse PL, agora mais pessoas serão beneficiadas”, destaca a presidente do CRF/MS, Kelle Slavec.

Ouça a íntegra da entrevista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

redrube.mobi youporn uporn.icu fetishtube.cc